Comandante intelectual da Susam, Carlos Almeida, agora, faz de conta que nada tem a ver com a saúde do AM

Carlos Almeida não só foi secretário de Saúde, nos primeiros meses da atual administração, em 2019, como fez o sucessor

Manaus | AM

O vice-governador do Amazonas,Carlos Almeida, tenta se desvencilhar do que não pode. Agora, faz de conta que não sabe dos rumos que tomou a Saúde do Estado, mas ele não só foi secretário da pasta nos primeiros meses da atual administração, em 2019, como fez o sucessor.

Carlos Almeida saiu da Susam para assumir a Casa Civil, no primeiro semestre de 2019, deixando no seu lugar Rodrigo Tobias, homem de confiança do vice, que até então, fazia parte de um comitê interno da Susam que tratava de assistência básica, área na qual o pesquisador da Fiocruz é especialista.

E para trabalhar com Tobias, Carlos Almeida também emplacou João Paulo, no cargo de secretário-executivo da Susam, o ‘número 2’ da secretaria. ‘JP’, como é chamado por Carlos Almeida, é uma espécie de pupilo que o vice-governador conhece desde a época de defensor público. O advogado ‘JP’ foi estagiário e depois assessor direto de Carlos Almeida, na Defensoria Pública.

Com o comando da Susam na mão, mesmo estando como chefe da Casa Civil, até maio deste ano, Almeida continuou com o comando da Susam, agora chamada de SES. As principais, mais importantes e estratégicas decisões da saúde só eram tomadas por Tobias e ‘JP’ com o aval do vice-governador, como a própria Polícia Federal (PF) já apurou.

Diante de todo esse enredo, como Carlos Almeida, agora, quer fazer de conta que nada tem a ver a Saúde estadual?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Projeto cria punição e multa a quem pichar ou destruir Patrimônio Público no Amazonas

MP-AM investiga desativação do Conselho Municipal da Pessoa com Deficiência

Projeto antecipa FGTS, restituição de Imposto de Renda e saldo de poupança a órfãos