A quem interessa a saída da delegada-geral Emília Ferraz?

A comandante da Polícia Civil do Estado vem sendo alvo de inúmeros ataques contra atos que visam dar maior transparência à instituição

Manaus | AM

Desde que assumiu o comando da Polícia Civil do Amazonas (PC-AM), após convite do governador do Estado, Wilson Lima, a delegada-geral Emília Ferraz vem sendo alvo de inúmeros ataques contra seus atos que visam otimizar a produtividade da instituição e reduzir gastos que, até então, vinham sendo feitos de forma desregulada.

Capitaneados por um grupo composto de nomes conhecidos do universo político, os ataques, geralmente, são feitos via blogs de pouca credibilidade e que, vez ou outra, criam notícias falsas, as famosas ‘fake news’, a respeito de uma possível exoneração do cargo. O que foi, inclusive, desmentindo pelo próprio governo do Amazonas em outras oportunidades.

Os ataques se intensificaram, nesta semana, após elogiosa criação do Núcleo de Combate ao Feminicídio, primeiro do Amazonas e que recebeu amplo destaque na mídia local, e também do balanço que divulgou uma economia de R$ 3 milhões aos cofres públicos, ao otimizar os trabalhos oferecidos na instituição.

De acordo com um agente, que não quis se identificar, parte dos ataques se devem, ainda, ao fato do Ministério Público do Amazonas (MP-AM) ter recorrido, junto a Justiça, da lei que transforma, de forma ilegal, comissário em delegado. Só é possível ser delegado de polícia, após aprovação em certame e não por ordem judicial.

Os ataques beiram o absurdo como, por exemplo, especulação de uma possível candidatura ao Pleito 2020 e também que Emília tinha tirado férias. “As pessoas estão desesperadas porque a nova delegada-geral está colocando ‘ordem’ na casa.  A polícia estava sendo gerida de qualquer jeito e sempre com o objetivo de favorecer todos, menos a população. Agora está sendo diferente e isso causa um verdadeiro incômodo”, comenta o mesmo agente.

Diante disso, fica o questionamento: a quem interessa a saída da delegada-geral Emília Ferraz?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mídia nacional repercute declaração de Bolsonaro sobre Alfredo Menezes

Coligação 'Aliança por Manaus' promove adesivaço e carreata

Carlos Almeida perde, no STJ, ação contra o Tribunal de Justiça do Amazonas