STJ ordena prisão de duas desembargadoras da Justiça da Bahia

Os mandados são cumpridos, nesta segunda-feria (14), pela Polícia Federal (PF), no âmbito da operação 'Faroeste'

Manaus | AM | Agência Brasil

O ministro Og Fernandes, do Superior Tribunal de Justiça (STJ), determinou a prisão temporária de duas desembargadoras do Tribunal de Justiça da Bahia (TJBA) suspeitas de envolvimento num esquema de venda de sentenças. Ele atendeu a pedido da Procuradoria-Geral da República.

Os mandados são cumpridos, nesta segunda-feria (14), pela Polícia Federal (PF), no âmbito da operação ‘Faroeste’, que apura a venda de decisões judiciais para permitir a grilagem de terras na Bahia. O nome das magistradas ainda não havia sido divulgado até a publicação desta reportagem.

Na decisão que autorizou as diligências, o ministro Og Fernandes escreveu haver indícios da existência de “uma engrenagem judicial criminosa no seio do Tribunal de Justiça baiano, que possui a venda de decisões como mercadoria para o enriquecimento ilícito em escala geométrica”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Furar fila da vacinação pode ser considerado crime e acarretar em prisão

Secretária municipal de Saúde, Shadia Fraxe, é vacinada contra a Covid-19

Sabá Reis, secretário da Semulsp, recebe vacina contra a Covid-19 em Manaus