Rede aciona STF para que Bolsonaro apresente provas de fraudes eleitorais

Segundo o partido, o presidente Jair Bolsonaro, como servidor público, tem obrigação de levar as provas da alegada fraude ao Ministério Público

Manaus | AM | Agência STF

A Rede Sustentabilidade ajuizou no Supremo Tribunal Federal (STF) um Mandado de Segurança (MS 38005), com pedido de liminar, requerendo que o presidente da República, Jair Bolsonaro, exiba ao tribunal, no prazo de dez dias, provas da alegada fraude eleitoral nas eleições presidenciais de 2014 e 2018.

O partido argumenta que, como servidor público, o presidente, se tem comprovação de fraudes, tem a obrigação legal (Lei 7.347/1985) de levá-la ao conhecimento do Ministério Público (MP) e de outras autoridades responsáveis pela aferição dos fatos. O relator do mandado de segurança é o ministro Gilmar Mendes.

Em transmissão ao vivo divulgada em redes sociais, no dia 17 de junho, Bolsonaro alegou que venceu a eleição de 2018 no primeiro turno e que o hoje deputado federal Aécio Neves (PSDB) ganhou a disputa presidencial de 2014 e que ele teria provas dessa alegação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Projeto cria punição e multa a quem pichar ou destruir Patrimônio Público no Amazonas

MP-AM investiga desativação do Conselho Municipal da Pessoa com Deficiência

Projeto antecipa FGTS, restituição de Imposto de Renda e saldo de poupança a órfãos