Omar Aziz pede que Justiça intime Marconny Faria a depor ‘com uso da força policial necessária’

Há suspeitas de que Marconny Faria tentou interferir no processo de chamamento público para contratação direta de 12 milhões de testes de Covid-19 para beneficiar a Precisa Medicamentos junto ao Ministério da Saúde

Manaus | AM | Agência Senado

O presidente da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Pandemia, senador Omar Aziz (PSD), pediu na Justiça a intimação de Marconny Albernaz de Faria para depor à comissão. No pedido apresentado pela Advocacia do Senado, a data prevista para o depoimento é 15 de setembro. Caso o convocado não compareça, Aziz pede “a imediata condução coercitiva com o uso da força policial necessária”.

CPI da Pandemia vai pedir prisão preventiva e apreensão de passaporte de Marconny Faria

Marconny Albernaz de Faria teria intermediado a venda de insumos a órgãos públicos e tornou-se alvo de investigações do Ministério Público Federal (MPF), no Pará.

Há suspeitas de que ele tentou interferir no processo de chamamento público para contratação direta de 12 milhões de testes de Covid-19 para beneficiar a Precisa Medicamentos junto ao Ministério da Saúde.

Na quinta-feira (2), a comissão aprovou um requerimento que pede a condução coercitiva e a retenção do passaporte de Marconny Faria.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Menezes retoma viagens pelo interior do Estado por Apuí

Denúncias contra Prevent Senior foram manipuladas, diz diretor na CPI

Governo do Estado atua em duas frentes para investigar casos suspeitos de rabdomiólise no Amazonas