OAB-AM lança projeto para criação de cadastro de domicílio profissional em Portugal

A solenidade vai homenagear os membros da comunidade portuguesa. Entre os agraciados estão o deputado estadual, Serafim Corrêa, e o advogado português, Alberto Ferraz Saraiva

OAB – AM |

Projeto para criação do cadastro de domicílio profissional em Portugal será lançado nesta quinta-feira (12), às 18h, na Ordem dos Advogados do Brasil Seccional Amazonas (OAB-AM). A solenidade vai homenagear os membros da comunidade portuguesa. Entre os agraciados estão o deputado estadual, Serafim Corrêa, e o advogado português mais antigo em Manaus, José Alberto Ferraz Saraiva.

De acordo com o presidente da OAB-AM, Jean Cleuter Mendonça, o projeto desenvolvido pela seccional para catalogar nomes e informações de advogados portugueses que possam ser responsáveis por advogados brasileiros que queiram atuar no país no período de um ano é inédito em âmbito nacional e vai contar com o apoio do Conselho Federal, presidido pelo amazonense Beto Simonetti, para ser desenvolvido e efetivado.

“A nossa OAB mais uma vez lança um projeto pioneiro que tem como único objetivo auxiliar o advogado que queira atuar em Portugal. Com essa plataforma que vamos montar, o profissional terá uma base de dados para encontrar um advogado português para auxiliá-lo, mas agora de forma organizada, prática e rápida”, explicou.

Segundo a presidente da comissão, Dinah Cardoso, atualmente a Ordem de Advogados (OA) de Portugal não exige a validação da escolaridade para o advogado brasileiro. No entanto, existe a obrigatoriedade de vinculação ao advogado com inscrição em Portugal para ser o responsável, pelo prazo de um ano, perante a OA.

“Após o prazo de um ano, o profissional com formação no Brasil pode ter seu cadastro validado na Ordem dos Advogados em Portugal e atuar de forma independente. A partir de agora, a Comissão de Advogados Luso-Brasileiros irá catalogar e disponibilizar um cadastro desses profissionais por regional em Portugal. É uma base de dados inédita para o advogado brasileiro, pois não há essa catalogação no Brasil”, disse.

Foto: Divulgação

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Senador Mecias de Jesus defende benefício para participantes de previdência complementar

Deputados amazonenses manifestam apoio a Marcelo Ramos durante Sessão

Em parceria com prefeito, governador repassa R$ 35 milhões para ônibus elétricos

Nós usamos cookies para garantir que você tenha a melhor experiência em nosso site.