MPF prorroga até 31 de julho regime integral de teletrabalho no Amazonas

O objetivo do MPF é prevenir o contágio e a disseminação do coronavírus diante do estado de calamidade pública causado pela pandemia

Manaus | AM

O Ministério Público Federal (MPF) prorrogou até o dia 31 de julho o regime de trabalho remoto no Amazonas, e suspendeu o retorno gradual às atividades presenciais na unidade. A medida considera a continuidade do estado de calamidade pública decorrente da pandemia da Covid-19 no estado e tem como objetivo prevenir o contágio e a disseminação do coronavírus.

Caso necessário, os cidadãos deverão utilizar os meios eletrônicos para acessar os serviços do MPF, como protocolo de documentos, consultas a andamentos de procedimentos ou envio de representações.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Carlinhos Bessa agradece Wilson Lima por CETI de Tefé

TCE-AM muda para quarta-feira o julgamento das contas de ex-gestores de Arthur Neto e Amazonino Mendes

Câmara pode votar nesta terça-feira MP sobre suspensão de contratos de trabalho na pandemia