MPE requer impugnação da candidatura de Romeiro Mendonça em Presidente Figueiredo

O ex-prefeito teve seu mandato cassado, em 2016, após ser condenado por abuso de poder econômico e captação ilícita de recursos, e, em razão disso, permanece inelegível

Manaus | AM | Com informações da assessoria de imprensa

O Ministério Público Eleitoral (MPE)  ajuizou, nesta quarta-feira (30), Ação de Impugnação do registro de candidatura de Romeiro José Costeira de Mendonça ao cargo de prefeito de Presidente Figueiredo. O ex-prefeito teve seu mandato cassado, em 2016, após ser condenado por abuso de poder econômico e captação ilícita de recursos, e, em razão disso, permanece inelegível.

Na ação, o Promotor da 51ª Zona Eleitoral, Marcelo Augusto Silva de Almeida, requer o indeferimento, em caráter definitivo, da nova candidatura de Romeiro Mendonça à prefeitura daquele município.

A cassação do mandato de Romeiro Mendonça se deu em decorrência de decisão proferida pelo colegiado do Tribunal Regional Eleitoral, nas eleições de 2016, nos autos do processo nº 1-16.2017.6.04.0051, pela prática de abuso do poder econômico.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Eleitorado do Amazonas cresce quase 8% comparado a 2016, diz TSE

Brasil tem 147,9 milhões de eleitores aptos a votar

Nova pesquisa mostra cenário completamente diferente da do Ibope