MP-AM arquiva investigação sobre suposto uso de delegacia em campanha política de 2020

De acordo com TRE-AM, na época, o delegado Costa e Silva, que foi candidato a vice-prefeito de Manaus, era o titular da unidade policial

Manaus | AM

O procedimento investigatório do Ministério Público do Amazonas (MP-AM) que apurava suposto uso da estrutura do 4º Distrito Integrado de Polícia (DIP), no bairro Grande Vitória, zona leste de Manaus, durante campanha eleitoral, foi arquivado.
De acordo com informações do Tribunal Regional Eleitoral do Amazonas (TRE-AM), o delegado Costa e Silva, que foi candidato a vice-prefeito do então candidato Coronel Menezes, no pleito de 2020, era o titular da unidade policial na época.
Os dois ficaram em quinto lugar nas eleições com mais de 110 mil votos. O caso foi investigado pela  61ª Promotoria de Justiça de Controle Externo da Atividade Policial (PROCEAP), que decidiu arquivar a denúncia feita ao Ministério Público.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

David Reis diz que vereadores decidirão se licitação das 41 picapes vai continuar na CMM

Bolsonaro afirma que Governo Federal zerou impostos de medicamentos

Marcelo Ramos afirma que aumento do IOF é uma maldade com o povo brasileiro