Ministro Marco Aurélio se aposenta no STF após 31 anos no cargo

A atuação do ministro Marco Aurélio, na Corte Constitucional, começou em 1990 quando tomou posse aos 43 anos, e se encerra ao completar 75 anos, nesta segunda-feira (12)

Manaus | AM | Agência STF

Conhecido por suas convicções firmes e por defender posicionamentos isolados, alguns dos quais posteriormente passaram a nortear o entendimento majoritário do Supremo Tribunal Federal (STF), o ministro Marco Aurélio conclui, nesta segunda-feira (12), sua trajetória de 31 anos na mais alta Corte do País.

O decano, que está entre os que mais tempo permaneceram em atuação no STF, é considerado um dos grandes intérpretes da Constituição Federal de 1988, cuja história se permeia com atuação do ministro na Corte, iniciada em 1990, aos 43 anos.

O ministro Marco Aurélio é considerado, por seus pares, como um magistrado comprometido, visionário, perspicaz e vocacionado a servir o semelhante. Sua judicatura em mais de três décadas no STF é celebrada por imprimir como características a garantia dos direitos fundamentais, do equilíbrio entre os poderes e da independência judicial, bem como a defesa da observância irrestrita das leis e da Carta Maior pelos poderes públicos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Portaria transforma Palácio da Justiça em Museu do Judiciário e institui Selo Histórico TJAM

MPF no Amazonas prorroga regime integral de teletrabalho até 31 de agosto

Rosa Weber mantém Hugo Levy afastado do cargo de juiz do TJAM