Keiko Fujimori pede anulação de 200 mil votos nas eleições peruanas

A candidata de direita Keiko Fujimori, que está em vias de perder a eleição por cerca de 70 mil votos para o candidato da ala esquerda, Pedro Castillo, fez o pedido à Comissão Nacional de Eleições (JNE)

Manaus | AM | Agência Brasil

A candidata à Presidência do Peru, Keiko Fujimori, pediu às autoridades eleitorais a anulação de 802 cadernos eleitorais – cerca de 200 mil votos – sob acusações de irregularidades e “fraude na mesa de voto”.

A candidata de direita, que está em vias de perder a eleição por cerca de 70 mil votos para o candidato da ala esquerda, Pedro Castillo, fez o pedido à Comissão Nacional de Eleições (JNE), insistindo na revisão da contagem de votos.

Apenas cerca de 1% dos votos ainda não foram contados. “Essas 802 fichas de totalização representam 200 mil votos e devem ser retiradas da totalização nacional”, disse Keiko, de 46 anos, filha do ex-presidente Alberto Fujimori, que está preso por abusos de direitos humanos e corrupção. Pedro Castill, de 51 anos, é filho de camponeses e prometeu reformular a Constituição e as leis de mineração do Peru.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

'O gol mais bonito da história de Manaus', diz juíza federal sobre campanha de vacinação que usa Arena da Amazônia

Wilson Lima anuncia marca de 100 mil vacinados em menos de 28 horas da campanha

Após ideia de David Almeida, parlamentares defendem Guardas Municipais armadas no Amazonas