Justiça do Rio afasta prefeito Marcelo Crivella do cargo

Segundo a desembargadora Rosa Helena Penna Macedo Guita, o afastamento de Crivella foi determinado com base no Artigo 319 do Código de Processo Penal

Manaus | AM | Agência Brasil

A desembargadora Rosa Helena Penna Macedo Guita suspendeu, nesta terça-feira (22), o prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella, do exercício da função. O mandato de Crivella terminaria no próximo dia 31.

A decisão está no despacho em que a magistrada acatou denúncia do Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MPRJ) e decretou prisão preventiva de sete denunciados em um desdobramento da operação ‘Hades’, que apura corrupção na prefeitura e tem como base a delação do doleiro Sergio Mizrahy.

Também foram presos os empresários Rafael Alves, Christiano Stockler Campos e Adenor Gonçalves, o ex-tesoureiro da primeira campanha de Crivella, Mauro Macedo e o delegado aposentado Fernando Moraes. O ex-senador Eduardo Lopes,não foi encontrado no endereço no Rio, mas pode ser preso ainda nesta terça-feira.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Prefeito nega irregularidade na vacinação contra a Covid-19 em Manaus

David diz que dificuldade de acesso agrava crise sanitária em Manaus

Por falta de quórum, Aleam não suspende recesso parlamentar para discutir caos na saúde no AM