Justiça do Rio afasta prefeito Marcelo Crivella do cargo

Segundo a desembargadora Rosa Helena Penna Macedo Guita, o afastamento de Crivella foi determinado com base no Artigo 319 do Código de Processo Penal

Manaus | AM | Agência Brasil

A desembargadora Rosa Helena Penna Macedo Guita suspendeu, nesta terça-feira (22), o prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella, do exercício da função. O mandato de Crivella terminaria no próximo dia 31.

A decisão está no despacho em que a magistrada acatou denúncia do Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MPRJ) e decretou prisão preventiva de sete denunciados em um desdobramento da operação ‘Hades’, que apura corrupção na prefeitura e tem como base a delação do doleiro Sergio Mizrahy.

Também foram presos os empresários Rafael Alves, Christiano Stockler Campos e Adenor Gonçalves, o ex-tesoureiro da primeira campanha de Crivella, Mauro Macedo e o delegado aposentado Fernando Moraes. O ex-senador Eduardo Lopes,não foi encontrado no endereço no Rio, mas pode ser preso ainda nesta terça-feira.

 

Uma resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

David Reis diz que vereadores decidirão se licitação das 41 picapes vai continuar na CMM

Bolsonaro afirma que Governo Federal zerou impostos de medicamentos

Marcelo Ramos afirma que aumento do IOF é uma maldade com o povo brasileiro