Filho de Lula culpa Bolsonaro por assalto em São Paulo

Roubo ocorreu após Luis Cláudio Lula da Silva abrir porta de carro para assaltantes, que bateram no vidro com arma falsa

São Paulo | SP

Luis Cláudio, filho do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, afirmou em sua conta no Twitter que a culpa pelo assalto que sofreu em São Paulo na última terça-feira, 17, é do presidente Jair Bolsonaro.

A acusação do filho de Lula ocorreu após o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PL-SP) comentar sobre o assunto nas redes sociais. “É expropriação que fala? Ou seria mais adequado 100 anos de perdão…”, disse Eduardo Bolsonaro, filho do presidente da República.

Em resposta, o filho de Lula afirmou ao deputado que os adolescentes que levaram seu celular na Rua Vergueiro, na capital Paulista, cometeram crime por culpa do “incompetente do seu pai”. A segurança pública, no entanto, é de responsabilidade dos governos estaduais.

“E sim, eu não acredito que adolescentes cometam crimes pq gostam… Eles cometem crimes pq temos um governo federal omisso, que não liga para a população. Que não compra vacina, que não cria projetos sociais, que não cria emprego e que não faz a economia girar… (sic)”, publicou Luis Cláudio.

Na terça-feira, o filho de Lula estava em um carro parado num semáforo. Quatro adolescentes bateram no vidro do veículo e Luis Cláudio abriu a porta.

“Bateram com a arma no vidro, a gente abriu a porta e eles pegaram o celular”, afirmou, em entrevista ao Balanço Geral, da Rede Record. “Eles foram embora para um lado, e fomos para o outro. Foi tudo muito rápido, não deu para fazer nada”, concluiu Luis Cláudio.

Eduardo Bolsonaro voltou a comentar sobre o assunto. Desta vez, o filho do presidente Jair Bolsonaro usou imagens de reportagens publicadas na imprensa sobre supostos atos ilícitos de Luis Cláudio. “Luleco, você quer mesmo discutir comigo? Candidate-se. Sério mesmo. Eu acho que você enriqueceria o debate”, disse Eduardo Bolsonaro.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Votação da PEC dos Benefícios em comissão na Câmara é adiada

Braga e Ramos comemoram derrubada de vetos presidenciais às leis Paulo Gustavo e Aldir Blanc

Bruno Gagliasso compra 20 toalhas com rosto de Lula para presentear amigos

Nós usamos cookies para garantir que você tenha a melhor experiência em nosso site.