Estados Unidos liberam documentos sigilosos sobre o 11 de setembro

Parentes das vítimas do 11 de setembro, haviam pedido ao presidente Joe Biden que não comparecesse aos eventos memoriais para marcar o 20º aniversário, caso ele não divulgasse os documentos

Manaus | AM | Agência Brasil

O Bureau Federal de Inteligência dos Estados Unidos (FBI, na sigla em inglês) divulgou, no último sábado (11), o primeiro documento relacionado à investigação dos ataques de 11 de setembro de 2001 e às alegações de apoio do governo saudita aos sequestradores, após uma ordem executiva do presidente norte-americano, Joe Biden.

Parentes das vítimas haviam pedido a Biden que não comparecesse aos eventos memoriais para marcar o 20º aniversário, no sábado, caso ele não divulgasse os documentos que eles afirmam que mostram que autoridades da Arábia Saudita apoiaram os atentados.

O documento de 16 páginas parcialmente editado e divulgado pelo FBI expôs contatos entre os sequestradores e associados sauditas, mas nenhuma evidência de que o governo em Riade foi cúmplice dos ataques, que mataram quase três mil pessoas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

David Reis diz que vereadores decidirão se licitação das 41 pick ups vai continuar na CMM

Bolsonaro afirma que Governo Federal zerou impostos de medicamentos

Marcelo Ramos afirma que aumento do IOF é uma maldade com o povo brasileiro