‘É melhor colocar promotores e juízes na cadeira dos prefeitos, governadores e presidente’, diz Marcelo Ramos sobre decisão de ‘lockdown’

Marcelo Ramos se pronunciou, neste sábado (2), sobre a decisão do TJAM, que atendeu o pedido do MP-AM de suspender, por 15 dias, todas as atividades não essenciais

Manaus | AM

O deputado federal Marcelo Ramos se pronunciou, neste sábado (2), sobre a decisão do Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM), que atendeu o pedido do Ministério Público do Amazonas (MP-AM) de suspender, por 15 dias, todas as atividades não essenciais.

Em sua conta no Twitter, Ramos disse que “um juiz determinar o fechamento do comércio de uma cidade é uma arbitrariedade”. Para ele, “juiz é pra cumprir a lei e não existe lei pra fechar o comércio”, e que isso é uma “decisão político-administrativa e só quem pode tomá-la é quem foi eleito pelo povo”.

Por fim, Ramos salientou que tem muito respeito pelo MP e pelo Judiciário, mas se não houver “freio”, “é melhor colocar logo os promotores e juízes na cadeira dos prefeitos, governadores e do presidente”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Por falta de quórum, Aleam não suspende recesso parlamentar para discutir caos na saúde no AM

Vereador fiscaliza atendimento de pacientes com Covid-19 em UBSs de Manaus

Bolsonaro autoriza investimento de R$ 1,68 bilhão em projeto para garantir acesso as vacinas contra a Covid-19