CPI da Pandemia ouve servidor William Santana sobre caso Covaxin

O servidor William Santana, do Ministério da Saúde, irá prestar esclarecimentos, nesta sexta-feira (9)

Manaus | AM | Agência Senado

Nesta sexta-feira (9), a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Pandemia ouve o servidor do Ministério da Saúde (MS), William Santana, sobre eventuais irregularidades no contrato de aquisição da vacina Covaxin pelo Brasil.

O acordo foi firmado em fevereiro entre a União e o laboratório indiano Bharat Biotech, representado no Brasil pela empresa Precisa Medicamentos. A nota fiscal mostra a compra de um total de 20 milhões de doses de Covaxin. Mas até hoje não houve a importação nem das 4 milhões de doses inicialmente autorizadas pela Anvisa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Carlinhos Bessa agradece Wilson Lima por CETI de Tefé

TCE-AM muda para quarta-feira o julgamento das contas de ex-gestores de Arthur Neto e Amazonino Mendes

Câmara pode votar nesta terça-feira MP sobre suspensão de contratos de trabalho na pandemia