Braga vota contra convocação de Helder Barbalho na CPI e protege seu conterrâneo e colega de partido

Manaus-AM- O senador Eduardo Braga (MDB-AM) votou contra a convocação de seu conterrâneo e colega de partido Helder Barbalho, governador do estado do Pará, para depoimento na Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Pandemia, da qual é membro titular. O senador Renan Calheiros (MDB-AL), relator da CPI, também votou contra o requerimento de convocação de Helder Barbalho.

Eduardo Braga fez campanha no Senado para a convocação do governador do Amazonas, Wilson Lima. Nesta quarta-feira (26), votou a favor da convocação de Wilson Lima para depor na comissão.

Nos bastidores, a avaliação é que Eduardo Braga usa a CPI da Pandemia para palanque eleitoral, com foco nas eleições de 2022 para o governo do Amazonas.

Braga usou as redes sociais para comemorar a convocação de Lima.

Governadores de 10 estados foram convocados para depor à CPI da Pandemia.
Wilson Lima (PSC-AM), Helder Barbalho (MDB-PA), Ibaneis Rocha (MDB-DF), Wilson Witzel (PSC-RJ), Mauro Carlesse (PSL-TO), Carlos Moisés (PSL-SC), Antonio Denarium (PSL-RR), Waldez Góes (PDT-AP), Marcos Rocha (PSL-RO) e Wellington Dias (PT-PI)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Varas do TJAM retomam audiências presenciais, com público ainda restrito devido à covid-19

TRE-AM abre vaga para juiz na 6ª Zona Eleitoral

MP investiga improbidade administrativa em contratação de serviços pela Amazonas Energia