Ato de Menezes pró-Bolsonaro leva 15 mil pessoas

Manaus|AM Pelo menos 15 mil pessoas, segundo estimativa da Polícia Militar (PM), compareceram à convocação feita pelos Movimentos Conservadores do Amazonas e pelo representante do presidente Jair Bolsonaro (Sem partido) no Estado, coronel Alfredo Menezes (Patriota), à Praça do Congresso.

O ato, em apoio ao presidente e as liberdades individuais, iniciou antes das 15h com participação de várias autoridades locais e os principais nomes de apoio à Bolsonaro, encerrando com uma marcha pelas ruas do Centro histórico de Manaus. Estima-se que ao menos 15 municípios amazonenses realizaram a manifestação de forma simultânea pelo interior do Estado.

Para o coronel Alfredo Menezes, este foi o início da colheita, um momento que ficará registrado na história do Amazonas. “Estamos muito felizes com o resultado. Quero agradecer a todos que saíram de suas casas para vim demonstrar apoio ao nosso presidente. Temos que continuar lutando por nossos direitos individuais. Queremos que nossa bandeira continue verde e amarela. Que Deus abençoe a todos”, comentou Menezes.

O deputado estadual Fausto Jr disse que não havia dia melhor para dar o grito da liberdade de expressão que o 7 de Setembro. “Todos estamos aqui como cristãos, defendendo o que acreditamos. Sabemos o que tem atrapalhado o Bolsonaro fazer o que havia prometido. Ele luta muitas guerras mas tem trabalhado muito”, discursou.

O presidente do Movimento Conservador do Amazonas, Sérgio Kruke, afirmou que o resultado do evento foi um sucesso, principalmente mostrando a força do povo para quem torcia contra a marcha no Centro. “Foi lindo ver toda a avenida Eduardo Ribeiro preenchida de verde e amarelo, por isso vamos continuar nossa luta”, destacou.

Faixa
A técnica de Enfermagem aposentada, Maria Auxiliadora Pinheiro, 68, fez questão de comparecer ao ato a favor do presidente. Segurando uma faixa “Presidente livra teu povo desse cale-se”, ela estava bem na frente do carro de som. “Cheguei aqui às 13h30 para mostrar todo meu apoio ao presidente”, falou.

Ja a professora Jocilene Pinheiro, 40, foi em caravana para o Centro da cidade. Para garantir o melhor lugar, ela chegou às 11h30.  “Estou aqui porque acredito no futuro do meu país. Vim pela minha patria amada, Brasil”, destacou.

O casal Carla, 26, e Stanley, 28, fez questão de levar toda a família para o ato. “Trouxemos nossas três filhas para mostrar a elas o quanto é importante lutar por nossas liberdades. Somos conservadores e vamos continuar nessa batalha”, disse o engenheiro Stanley.

Fonte: Assessoria de Comunicação

Foto: Hércules Andrade

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Portugal reconhece certificados de vacinação emitidos pelo Brasil

Governo federal cria programa para expandir telecomunicações na Amazônia

Cartórios eleitorais do interior do AM voltam a atender presencialmente