Marcellus Campêlo e empresários dão entrada em presídios de Manaus

Manaus-AM-  O secretário de Saúde do Amazonas, Marcellus Campêlo, e os empresários Nilton Costa Lins Júnior, Sérgio José Silva Chalub, Frank Andrey Gomes de Abreu e Carlos Henrique Alecrim, deram entrada no sistema prisional do estado.

Os investigados foram presos durante a quarta fase da “Operação Sangria”, deflagrada na manhã dessa quinta-feira (2), pela Polícia Federal (PF). A prisão deles é temporária.

De acordo com a Secretaria de Administração Penitenciária (Seap), após passarem a noite na sede da Superintendência da Polícia Federal, localizada no bairro Dom Pedro, zona oeste de Manaus, o secretário estadual da saúde e os quatro empresários ingressaram na Central de Recebimento e Triagem (CRT).

Posteriormente, Marcellus Campêlo e Nilton Lins Júnior foram encaminhados para o Centro de Detenção Provisória Masculino II (CDPM II) e Sérgio Chalub, Frank Andrey e Carlos Henrique para o CDPM I.

Marcellus Campêlo foi preso ao desembarcar de um avião no Aeroporto Internacional de Manaus -Eduardo Gomes, no início da tarde de quarta-feira.

Um sexto investigado foi preso em Porto Alegre. Trata-se de Rafael Garcia da Silveira.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Terra nega ‘gabinete paralelo’ e diz que STF ‘limitou’ Bolsonaro; senadores reagem

Capitão Carpê propõe PL que autoriza Guarda Municipal a fazer patrulhamento preventivo

Projeto de Lei prevê garantia de vagas a PCDs em cargos comissionados