‘Modernização do setor elétrico inclui energia mais barata’, diz Ipea

Essa liberdade de escolha já é praticada por grandes e médios consumidores que adquirem energia via livre mercado. O desafio será estender, aos pequenos consumidores, essa possibilidade

Brasília|DF

Novas tecnologias levam à possibilidade de uso de novos equipamentos que proporcionam novas formas de serviços e de relações comerciais. A exemplo da telefonia, o setor de energia também passa por esse processo e, diante dele, tem procurado atualizar a legislação. Este foi o tema debatido hoje (24) durante o Ciclo de Palestras sobre Legislação e Políticas Públicas – evento promovido pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea).

“Quando se fala em modernização e liberalização do setor elétrico, na minha cabeça tem, na ponta, energia mais barata para empresas e consumidores”, disse o presidente do Ipea, Erik Alencar de Figueiredo, ao dar início ao evento que teve, como foco central, o Projeto de Lei 414/2021 que, segundo o governo, pode ajudar a modernizar o setor, caso seja aprovado.

Entre as possibilidades previstas pelo projeto, está a de permitir, ao pequeno consumidor, liberdade para escolher quem será seu fornecedor de energia. Na teoria, caso haja um mercado realmente competitivo, a expectativa é de que a consequência disso sejam preços mais baixos para o consumidor final.

Essa liberdade de escolha já é praticada por grandes e médios consumidores – em geral, indústrias – que adquirem energia via livre mercado. O desafio será o de estender, aos pequenos consumidores, essa possibilidade.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Braga e Ramos comemoram derrubada de vetos presidenciais às leis Paulo Gustavo e Aldir Blanc

Bruno Gagliasso compra 20 toalhas com rosto de Lula para presentear amigos

Vereador Gabriel Monteiro vira réu por assédio sexual

Nós usamos cookies para garantir que você tenha a melhor experiência em nosso site.