Vereador solicita reforço na segurança para Unidades de Saúde da capital

Manaus-AM |

As Unidades Básicas de Saúde (UBS) em Manaus são alvos de assaltos frequentes. A abordagem acontece tanto fora quanto dentro dos estabelecimentos de saúde e isso tem gerado medo e insegurança aos usuários, médicos e enfermeiros que trabalham no local.

O vereador e presidente da Comissão de Saúde (Comsau) da Câmara Municipal de Manaus (CMM), Dr. Daniel Vasconcelos (PSC) esteve reunido nesta quarta-feira (3) com alguns servidores da Unidade Básica de Saúde da Família (UBSF) Alfredo Campos, localizada no bairro Zumbi II, zona Leste de Manaus, para tratar de assuntos relacionados ao assalto ocorrido na quinta-feira (25/2).

“Isso é muito preocupante, ouvi com atenção todos os relatos dos profissionais que estavam presentes, quanto medo e insegurança. Antes de vir para esta reunião, conversei com a secretária interina da Semsa, Aline Martins, que me assegurou que providências já estão sendo tomadas para garantir mais segurança aos trabalhadores e usuários,” afirmou o parlamentar.

Segundo relato dos servidores, dois homens entraram na unidade armados por volta das 11h30, renderam os que estavam na copa e agiram com muita violência, levando deles, todos os objetos pessoais e valores. Eles relataram que o local é considerado “área vermelha” para o tráfico de drogas e que devido a UBS ser referência ao atendimento da covid-19 e atuar em horário estendido e aos fins de semana, ficam mais vulneráveis.

“Cheguei na copa para almoçar e já tinha mais umas quatro pessoas, quando esses dois bandidos entraram, um portando revólver e outro com faca. Eles estavam muito nervosos, nos mandaram deitar ao chão e foram muito agressivos, dando coronhadas, chutes e empurrões. Na hora eu estava sem o meu celular, eles arrancaram a minha aliança do dedo e uma corrente que usava, foi horrível, pensei que eles iriam atirar,” disse a Assistente Social, Andreza Costa, 43 anos, que atua há 15 anos na unidade Alfredo Campos.

O vereador Dr. Daniel Vasconcelos lamenta os casos que vêm ocorrendo e ressalta a necessidade da colaboração dos órgãos de Segurança Pública para reduzir a incidência destes crimes nas UBS.

“Estamos com um número alto de ocorrências de assaltos nos últimos dias nas unidades e isso prejudica o atendimento, traumatiza os profissionais. Estarei encaminhando ofício à Secretaria de Segurança Pública, solicitando que rondas policiais sejam mais frequentes e cobrarei da Secretaria Municipal de Saúde a presença de agentes de portarias,” finalizou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Nova tabela de taxas cobradas por serviços e atos praticados por cartórios entrará na pauta de julgamento do Pleno da Justiça Estadual

Luciano Hang diz está tranquilo e que será um prazer comparecer na CPI da Covid-19

TJAM nega pedido de David Reis e 'puxadinho' da CMM continua barrado