Vereador não descarta guerra judicial no caso do aumento do ‘Cotão’ da Câmara de Manaus

Segundo o vereador da Câmara Municipal de Manaus, Rodrigo Guedes, após judicializar o caso, acredita em uma guerra judicial por conta de possíveis decisões e recursos

Manaus | AM

Após impetrar um Mandado de Segurança, que visa invalidar o aumento de 83% da Cota para o Exercício da Atividade Parlamentar (Ceap), o famoso ‘Cotão’, na Câmara Municipal de Manaus (CMM), a expectativa gira em torno do julgamento da ação contra o exorbitante aumento da cota dos vereadores da capital, que passou de R$ de 18 mil para R$ 33 mil, por mês, para cada parlamentar.

Para o vereador Rodrigo Guedes (PSC), apesar de a expectativa sobre a judicialização do tema ser positiva, não é descartada uma guerra de ações judiciais envolvendo o caso. “A expectativa é positiva. Está nas mãos da Justiça. Mas há uma grande possibilidade de o caso virar uma batalha judicial, uma guerra judicial.”, disse ele, ao se referir sobre os embates na Justiça que podem ocorrer, envolvendo decisões e recursos judiciais.

Vereadores irão ingressar com Mandado de Segurança para derrubar ‘Cotão’ da Câmara de Manaus

De acordo com o parlamentar, a ação judicial movida por ele e pelo vereador Amom Mandel (sem partido), está bem embasada, mas só a Justiça vai poder dar uma resposta. “Nós demonstramos na nossa ação que houve uma série de desrespeitos à legislação, ao Regimento Interno da Câmara de Vereadores de Manaus para votar o projeto do aumento do ‘Cotão’ o mais rápido possível, na última sessão do ano de 2021, na surdina, no apagar das luzes”, ressaltou Guedes.

Ainda de acordo com o vereador, o ato poderia ser desfeito pelos próprios legisladores. “O ideal é que esse aumento absurdo e vergonhoso fosse revogado na própria câmara municipal, mas acho muito difícil isso acontecer, de eles voltarem atrás (os vereadores que aprovaram o aumento do recurso). Cabe também à população lutar contra isso”, reforçou.

Rodrigo Guedes: aumento do ‘Cotão’ na Câmara de Manaus é um ‘tapa na cara da sociedade’

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Nós usamos cookies para garantir que você tenha a melhor experiência em nosso site.