‘Gostaria que ela saísse para ontem’ diz Roberto Cidade sobre a CPI da Amazonas Energia

O presidente da Assembleia Legislativa do Amazonas (ALEMA), Roberto Cidade, disse que a decisão judicial está impedindo o andamento da CPI

Manaus | AM

O presidente da Assembleia Legislativa  do Amazonas (ALEAM), deputado Roberto Cidade (PV), destacou em pronunciamento, nesta quarta-feira (22), a importância do início dos trabalhos da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Amazonas Energia, paralisado por meio de liminar concedida pela Justiça em favor da concessionária.

De acordo com o parlamentar, o precário serviço prestado pela empresa tem afetado milhares de amazonenses e a comissão terá papel importante para sanar este problema. “Minha preocupação é com a demora no início dos trabalhos, porque a CPI tem prazo de 60 dias e nós já estamos praticamente em outubro”, disse ele.

O parlamentar completou: “Gostaria que ela saísse agora, ‘para ontem’, mas infelizmente essa decisão monocrática, essa liminar está impedindo. O juiz que assumiu o processo deu um prazo de mais 15 dias para que a Amazonas Energia pague uma taxa de R$ 100. Isso nada mais é do que postergar a decisão”.

Cidade afirmou que, se for preciso, terá que propor a abertura de nova CPI. “Nesse prazo de 15 dias nós podíamos ter outra CPI instalada e trabalhando, mas essa é uma decisão que temos quer tomar junto com todos os demais deputados”, completou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Com votação marcada para terça, relatório da CPI ainda pode receber alterações

Atualização do CadÚnico será necessária para receber Auxílio Brasil

Adepol de Mário Aufiero sofre derrota definitiva no STF e confirma que comissário nunca foi delegado