Randolfe apresenta queixa-crime contra Bolsonaro por difamação

Brasília-DF- O senador Randolfe Rodrigues, da Rede Sustentabilidade do Amapá, apresentou uma queixa-crime contra o presidente Jair Bolsonaro por difamação.

Na ação protocolada no Supremo Tribunal Federal, ele aponta o crime de difamação ao citar que Bolsonaro divulgou um vídeo nas redes sociais afirmando que Randolfe defendeu a importação das vacinas covaxin e sputnik V.

Na postagem, o presidente diz que somente após ter os planos frustrados é que Randolfe e outros integrantes da CPI da Pandemia passaram a acusar governo de corrupção no caso do imunizante indiano.

O senador acusou Bolsonaro de cometer uma agressão ao utilizar o termo “negociou”, já que o parlamentar não participou das tratativas das vacinas. Para Randolfe Rodrigues, Bolsonaro ataca a democracia por não saber conviver com o contraditório.

A queixa-crime que movi junto aos Supremo Tribunal Federal não é simplesmente em função da minha honra. É para dizer aos senhor presidente da República que existem lmites em um Estado democrático de direito, quando ele insistir em difamar, agredir as pessoas e espalhar uma cultura de fake news e de ódio.

O senador também pediu uma indenização de R$ 35 mil, que será doada para pessoas em situação de vulnerabilidade. Da Rádio Senado, Pedro Pincer.

*Agência Senado 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

TCE-AM admite representação contra Prefeitura de Anamã por suposta falta de transparência

Omar diz que tomará providências sobre a investigação da PF

MPAM representa contra vereador de Manacapuru por quebra de decoro parlamentar