Raiff Matos cria abaixo-assinado e tenta ‘derrubar’ o debate sobre diversidade de gênero nas escolas de Manaus

Ainda em meio a pandemia do novo coronavírus, o vereador Raiff Matos busca retirar a inserção de temas referentes às relações étnico-raciais, diversidade de gênero e liberdade religiosa, na rede municipal de ensino

Manaus | AM

O vereador de Manaus Raiff Matos abriu uma petição online para recolher assinaturas, manifestando opinião contrária à decisão do Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM), que suspendeu uma resolução que pretendia retirar a inserção de temas referentes às relações étnico-raciais, diversidade de gênero e liberdade religiosa, na rede municipal de ensino.

O juiz Cássio André Borges dos Santos revogou, neste domingo (21), a resolução do Conselho Municipal de Educação (CME), que tentava impedir a inserção dos temas, afirmando que a medida representa retrocesso ou impedimento da continuidade do desenvolvimento de atividades afirmativas, em Manaus. A Secretaria Municipal de Educação (Semed) pode recorrer da sentença.

Em suas redes sociais, Raiff Matos divulgou uma campanha, convocando outras pessoas, que, assim como ele, acreditam que deve haver uma discussão mais ampla sobre a inclusão de “temas transversais polêmicos”, como a diversidade sexual e de gênero, nas escolas da capital.

“Não queremos calar as minorias. Queremos que a voz das famílias, que são os tutores dos seus filhos, seja ouvida também na escola. Se você pensa assim, como eu, assine e compartilhe com o maior número possível de pessoas”, escreveu.

Ex-cantor de boi, vereador Raiff Matos é contra inclusão de identidade de gênero nas escolas

Em janeiro deste ano, o vereador ingressou com pedido de esclarecimento, junto ao CME, sobre a inclusão do tema nas escolas municipais. O pedido também foi acompanhado pelos vereadores Ivo Neto (Patriota), Márcio Tavares (Republicanos) e João Carlos (Republicanos). Todos fazem parte da bancada evangélica da CMM.

À época, a CMM divulgou a ação do parlamentar em suas redes oficiais, gerando inúmeros comentários negativos entre os internautas, que, em sua maioria, criticaram o vereador. “Será se ele está preocupado com o atraso no pagamento dos professores? A falta de estrutura escolar, sem material didático, sem merenda para os alunos, sem nem mesmo o básico como ar condicionado e água?”, perguntou um internauta.

Em meio a pandemia, Raiff Matos pede que prefeito anule resolução sobre diversidade sexual e de gênero em escolas

“Manaus vivendo um caos na Saúde, a Educação acontecendo precariamente durante a pandemia, gente sem emprego, sem auxílio emergencial, passando fome ou, mais drasticamente, morrendo sem oxigênio nos hospitais e o vereador militando contra a “ideologia de gênero”…”, comentou outro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Senadores Omar, Plínio e Braga votaram a favor da criação da CPI da Covid-19

AO VIVO | Saiba quais ministros do STF votaram contra a liberação de cultos e missas na pandemia

Roberto Cidade autorizou o gasto de mais de R$ 12 milhões com contratos na Aleam