Projeto de lei autoriza personal trainer fazer atendimentos em condomínios é aceito na CMM

Manaus-AM|

Projeto de Lei (PL) que autoriza o profissional de Educação Física (personal trainer) a prestar atendimento em domicilio, durante a pandemia, de autoria do vereador Wallace Oliveira (Pros) já está em analise na Comissão de Constituição, Justiça e Redação (CCJR). De acordo com o autor do PL, o objetivo é regulamentar o acesso desses profissionais em condomínios residenciais para atender seus alunos, enquanto durar a pandemia da covid-19, período em que as academias estão proibidas de funcionar.

“Eu agradeço a Câmara Municipal e aos meus pares pelo apoio na deliberação deste importante PL, que emanou de pedidos de cidadãos que precisavam continuar suas atividades físicas dentro da residência, mesmo nesse período de pandemia, por questões de saúde”, agradeceu Wallace Oliveira, após a matéria ser deliberada em plenário, na segunda-feira (22).

Wallace Oliveira defendeu a necessidade de atuação dos profissionais de Educação Física, apontados por ele, como grandes incentivadores de atividades que promovem e aumentam a saúde das pessoas.

“Os profissionais de Educação Física (personal trainer) são considerados como grandes profissionais incentivadores de uma saúde melhor por meio das atividades físicas, no campo pessoal e, do alto grau de confiança na relação entre o profissional e seus clientes, neste caso, seus alunos”, argumentou o parlamentar.

O vereador enfatizou ainda que, mesmo com a atual pandemia, as atividades físicas das pessoas que estão em casa precisam continuar para manutenção da saúde física e mental.

“Numa época de grande necessidade das práticas de atividades físicas, muitos clientes/alunos estão sem fazer qualquer atividade física, decorrente do momento atual (pandemia do covid-19), visto que essas pessoas precisam movimentar seus corpos para melhoria da sua saúde física e até mental”.

Wallace reforçou que no PL estabelece como o profissional de Educação Física deverá realizar as atividades com todos os cuidados de proteção e higienização existentes contra o novo coronavírus.

“Além de liberar o acesso desses profissionais nos condomínios residenciais, adicionamos ao PL a forma de como o profissional deve atender sua clientela, baseado nas recomendações dos órgãos de saúde, como, por exemplo, obedecer a todas as normas sanitárias e respeitando o distanciamento social, para evitar aglomerações e, consequente, a propagação do novo coronavírus”, explica o vereador.

Wallace Oliveira salienta ainda que a normatização proposta pelo PL terá validade durante o período de pandemia da Covid-19. “Nossa proposta visa assegurar a prática de exercício físico nos condomínios residenciais enquanto durar o estado de calamidade para o enfrentamento da pandemia da Covid-19 no município de Manaus”, conclui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

'Sem saúde, não há economia', diz Paulo Guedes sobre vacinação em massa

Arthur Lira fala em votar PEC Emergencial na Câmara na próxima semana

Deputado João Luiz entrega equipamentos adquiridos com emendas para escola em Itacoatiarara