‘O sucesso do mutirão de vacinação em Manaus é uma resposta aos negacionistas’, diz Serafim

Manaus-AM-  O deputado estadual Serafim Corrêa (PSB) afirmou na manhã desta terça-feira (15), que o sucesso do mutirão que vacinou contra a Covid-19, neste final de semana, 141 mil pessoas, na faixa etária de 40 a 51 anos, em Manaus, é uma resposta aos negacionistas que colocam em dúvida a eficácia das vacinas e insistem em defender a cloroquina como tratamento precoce da doença.

“A população, pelo seu comparecimento maciço e principalmente pelas manifestações de alegria, deu uma resposta aos negacionistas, àqueles que insistem com cloroquina, que é algo ineficaz e que não vai salvar a vida de ninguém. O que salva é a vacina, o que salva são as medidas de proteção”, disse Serafim durante discurso na Sessão Plenária da Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam).

“Estão todos de parabéns, o governador do estado (Wilson Lima/PSC), o prefeito da cidade (David Almeida/Avante), os secretários Dr. Silvio Romano (SES-AM), Dra. Shádia Fraxe (Semsa), e todas as equipes do SUS (Sistema Único de Saúde). O grande vitorioso é o SUS, que mostrou para o Brasil, a partir do Amazonas, o quanto é importante o funcionamento pleno do sistema, o funcionamento pleno do SUS é o perfeito entendimento entre Estado e Município”, observou Serafim.

O sucesso do mutirão de vacinação em Manaus, para o líder do PSB na Casa Legislativa, serviu de exemplo para o Brasil, que deu início a uma “competição do bem”.

“Para ser justo, quem deu pela primeira vez o exemplo foi o governador Flávio Dino (PCdoB/MA), do Maranhão, que realizou o arraial da vacina, e está vacinando milhares de maranhenses em mutirões lá em São Luís, mas Manaus extrapolou todos os objetivos, foi muito além, vacinou 141 mil pessoas. Vejam como essa competição do bem foi importante para o Brasil. Depois do Maranhão e com o sucesso retumbante do Amazonas, em especial de Manaus, o prefeito Eduardo Paes, do Rio de Janeiro, se animou e também quer entrar nesse campeonato, o que provocou a reação do governador João Dória, que vai fazer o mesmo em São Paulo”, avaliou o deputado.

De acordo com Serafim, a marca de 141 mil pessoas vacinadas em 34 horas de mutirão ocorreu, também, graças ao entendimento das equipes da SES-AM e da Semsa.

“(…) em harmonia e perfeito entendimento, essas equipes puderam vacinar 70 pessoas por minuto neste final de semana. Essa é uma marca histórica e o que se espera é que esse perfeito entendimento prossiga e tenhamos daqui há mais dois finais de semana a repetição desse mutirão, claro, desde que cheguem as vacinas”, concluiu Serafim.

*Com informações da assessoria de comunicação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Colegiado do TJ-AM mantêm entendimento sobre impossibilidade de estender pensão a maior de 21 anos

Deputado diz que entrará Justiça contra aumento nas contas de água em Manaus

Castilho assume presidência do Peru e defende pais sem corrupção