MPAM investiga existência de funcionários fantasmas na Câmara de Manaus e pede implantação de ponto eletrônico

Manaus-AM- O Ministério Público do Amazonas (MPAM), pela 78ª Promotoria de Justiça do Patrimônio Público, expediu recomendação visando a implementação de sistema eletrônico de controle de frequência de funcionários do Legislativo da Capital.

A Recomendação nº 0005/2021-78PRODEPPP foi expedida pelo Promotor de Justiça Hilton Serra Viana no curso do Inquérito Civil nº 06.2016.00004502-7, que investiga a existência de funcionários fantasmas na Câmara Municipal de Manaus (CMM). A recomendação foi publicada na edição de 08/07/2021 do Diário Oficial Eletrônico do MPAM.

A medida leva em consideração diversas denúncias recebidas pelo órgão ministerial acerca do descumprimento do expediente na CMM.

“O controle do efetivo cumprimento da jornada de trabalho dos servidores públicos é medida que visa o cumprimento dos princípios da moralidade, publicidade, eficiência e transparência, além de evitar danos ao erário causados pela existência de eventuais ‘servidores fantasma'”, registra o Promotor de Justiça.

Conforme prescreve a recomendação, a implantação do sistema de registro de ponto eletrônico para os servidores do Legislativo de Manaus deverá ser providenciada no prazo de 90 dias.

A inobservância da recomendação sujeita o agente público competente a responder a eventual Ação por Ato de Improbidade Administrativa, nos termos dos arts. 14 e seguintes, da Lei 8429/92.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

CPI: reverendo Amilton de Paula diz que não negociou vacinas

TJAM publica nomeação de mais 14 candidatos aprovados no concurso de 2019

Comissão aprova pensão para filhos afastados de pais com hanseníase antes de 1986