Marcos do Val e Randolfe Rodrigues discutem na CPI da Pandemia por conta de grupos prioritários de vacinação

Randolfe Rodrigues e Marcos Do Val discutiram quando o assunto foi os presidiários entre os grupos prioritários

Manaus | AM

Os senadores Marcos do Val (Podemos-ES) e Randolfe Rodrigues (Rede-AP) bateram bica na Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Pandemia, nesta quinta-feira (8), durante o depoimento de Francieli Fantinato, ex-coordenadora do Programa Nacional de Imunizações.

Do Val afirmou que os presidiários não eram prioridade para tomarem vacinas, o que gerou uma revolta de Rodrigues. “Mas os presos já estão em isolamento. Não tem que dar prioridade a preso, não. Na vacinação tem que dar prioridade a sociedade”, disse Do Val.

“Eu não acredito que ouvi isso do senhor. Eles não tem contato com ninguém”, disse Rodrigues, que reclamou que estava sendo interrompido por “uma asneira absurda” de outro parlamentar.

Rodrigues declarou, ainda, que Marcos do Val quer condenar as pessoas a morte, no entanto, logo após tal comentário, o senador do Espírito Santo questionou se a ‘quarentena’ também é condenar à morte outras pessoas inocentes e pediu para Randolfe não aumentasse o tom de voz na comissão.

“É um absurdo isso. Me respeite. Você e suas milícias não me intimidam”, frisou o senador do Amapá. Após a confusão, o depoimento de Francieli voltou ao normal no Senado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Carlinhos Bessa agradece Wilson Lima por CETI de Tefé

TCE-AM muda para quarta-feira o julgamento das contas de ex-gestores de Arthur Neto e Amazonino Mendes

Câmara pode votar nesta terça-feira MP sobre suspensão de contratos de trabalho na pandemia