Lissandro Breval critica prazos e valor de obras contratadas pelo ex-prefeito Arthur Neto

Manaus-AM-  Na manhã desta quarta-feira (30/6), durante a sessão plenária na Câmara Municipal de Manaus (CMM), o vereador Lissandro Breval (Avante) criticou a antiga gestão da prefeitura de Manaus pelo volume de recursos públicos gastos em reformas de escolas e em grandes obras, como o complexo viário do Manoa, na zona Norte da capital, que custou milhões de reais e foi entregue inacabado, na gestão do ex-prefeito Arthur Neto (PSDB).

Lissandro parabenizou o vereador Sassá da Construção Civil (PT), pela criação do projeto de lei 054/2021, que trata sobre a “proibição de inauguração e entrega de obras públicas inacabadas ou que não estejam em condições de atender a população”.

O vereador finalizou seu discurso, relembrando que a obra do viaduto do Manoa, entregue no último dia da antiga gestão da prefeitura (31/12), e que, após poucas horas de utilização, foi interditada pela atual gestão da prefeitura, que alegou várias irregularidades encontradas no viaduto, e que, posteriormente, essas irregularidades foram comprovadas pelo Conselho Regional de Engenharia e Agronomia (CREA) por meio de laudo técnico, entregue ao secretário de Infraestrutura, Marcos Rotta.

 

*Com informações da assessoria de comunicação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

CPI da Pandemia aprova quebras de sigilo e requisição de servidores da PF

Câmara aprova texto-base do projeto de privatização dos Correios

Pauta de tramitação da Aleam tem projetos voltados para o meio ambiente e saúde mental