Josué Neto coloca para votação, de última hora, PEC que altera votação para presidente da ALEAM

A manobra de Josué Neto, que deixa a presidência da Casa, foi alvo de críticas e discussões no plenário da Casa Legislativa

Manaus | AM

Durante tumultuada sessão da Assembleia Legislativa do Amazonas (ALEAM), nesta quinta-feira (3), o presidente da Casa, deputado Josué Neto, colocou para votação uma Proposta de Emenda Constitucional (PEC) que altera o artigo 29, parágrafo 4, inciso 2, da Constituição do Amazonas, que trata da eleição da Mesa Diretora da ALEAM.

Na oportunidade, a deputada Joana Darc pediu a suspensão da sessão para tomar ciência da PEC, mas não foi atendida. A proposta prevê antecipar em 30 dias a eleição da Mesa Diretora e por se tratar de uma alteração à Constituição, deveria ser analisada em um tempo maior, o que não aconteceu.

“Quero falar da minha opinião contrária ao que tá sendo feito aqui. Está sendo proposto um golpe à Constituição do Estado, orquestrado e regido a maestros onde vai se adiantar a eleição da Mesa Diretora, com uma chapa que já está pronta a um custo político grande, inclusive, organizada por pessoas para atenderem a interesses próprios. O objetivo é a cassação do governador do Estado”, disse a deputada Alessandra Campelo.

A eleição, até então, deveria ocorrer no dia 17 deste mês, data da última sessão da Casa Legislativa. “O que estamos vendo aqui é um ‘golpe’ histórico, combinado por um grupo de pessoas. E quero informar à vossas excelências: tenham cuidado com o que foi feito de tramitação, tenham cuidado com a forma que tudo está sendo aprovado e tenham cuidado, porque quando todos se acham espertos demais e que os outros não sabem de nada, a gente pode estar cometendo erro grave”, falou Alessandra.

A deputada Joana Darc ressaltou que foi pega de “surpresa”, pois chegou a perguntar sobre a existência de “extra pauta”, o que foi negado. “Os movimentos estavam estranhos. O presidente disse que não iria ter uma pauta extra. Logo em seguida, entra em votação a pauta de uma PEC que entrou no sistema hoje, tramitou em todas comissões hoje, na velocidade da luz e com um único objetivo eleitoreiro da Assembleia Legislativa do Estado”, explicou.

“Fico triste quando vejo o deputado Roberto Cidade que por conta de não ter apoio da base de governo para ser presidente desta Casa, estar aqui, compactuando com isso. A história não perdoa. O deputado Roberto Cidade não aceitou uma outra indicação, e está ‘batendo o pé’. Está traindo as pessoas que sempre lhe ajudaram. É muito triste ver isso deputado. Isso é muito feio para sua história”, declarou Joana.

A PEC foi aprovada e a votação para o novo presidente deve ocorrer ainda nesta quinta-feira. Alguns deputados disseram que devem judicializar a ‘manobra’, devido à aprovação relâmpago. “Eu não fui convocada da CCJ (Comissão de Constituição e Justiça) da ALEAM. Eu vou fazer valeu meu cargo de deputada”, adiantou Joana Darc

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Presidente do STF pede união dos Poderes para conter crise no Amazonas

Braga é desafiado a doar salário para comprar oxigênio e acusado de tentar usar politicamente crise no AM

Joana Darc diz que doará todo seu salário para compra de oxigênio para hospitais públicos