Gritos e o uso de palavrões por Eduardo Braga com ministra de Bolsonaro são destaque n’O Globo’

Conforme matéria d'O Globo, os gritos e palavrões utilizados por Eduardo Braga levaram a ministra Flávia Arruda "ao choro, e a ligação foi repassada ao titular da Casa Civil, Ciro Nogueira";

Manaus | AM

A truculência cometida pelo senador Eduardo Braga (MDB) com a ministra chefe da Secretaria de Governo, Flávia Arruda, ganhou destaque na edição desta terça-feira (14) jornal ‘O Globo’. De acordo com a matéria, o tom usado pelo ex-governador do Amazonas “levou a ministra ao choro, e a ligação foi repassada ao titular da Casa Civil, Ciro Nogueira”.

Ainda de acordo com o material, “aos gritos e usando palavrões, o senador reclamou com Flávia de emendas parlamentares que, segundo ele, o Palácio do Planalto lhe prometera liberar, mas não o fez”. Segundo o jornalista Lauro Jardim, responsável por revelar o fato, Braga chegou a integrar o grupo que fazia oposição ao Governo Federal na Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Pandemia, “mas depois se afastou”.

Após gritar com ministra, Eduardo Braga teria ficado ‘pianinho’ com ministros de Bolsonaro, diz jornalista

Eduardo Braga chegou a ser procurado pela equipe de reportagem, mas não quis se manifestar. Já a ministra, declarou que gritos não a amedrontam. “O episódio, infelizmente, demonstra que o machismo atrasado ainda resiste às mulheres que assumem posições relevantes na política brasileira. Vou continuar a interlocução com o Congresso com diálogo, serenidade e, sobretudo, com transparência”.

Também conforme a matéria, Flávia Arruda, que é deputada federal, recebeu ligação de solidariedade do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Dias Toffoli.

Amazonas

O governador do Amazonas, Wilson Lima (PSC), se manifestou neste domingo (12), por meio de suas redes sociais, sobre o comportamento do senador Eduardo Braga (MDB), que agiu com truculência contra a ministra chefe da Secretaria de Governo, Flávia Arruda, “por causa de emendas parlamentares que, segundo ele, o Palácio do Planalto lhe prometera liberar” e não o fez.

Wilson Lima pede desculpas a ministra por truculência de Braga e afirma: ‘esse tempo, aqui, acabou’

“Minha solidariedade à ministra-chefe da Secretaria de Governo do Brasil, @FlaviaArrudaDF, que foi agredida por um senador conhecido por sua arrogância e brutalidade. Como lhe disse pelo telefone, o povo do AM repudia esse tipo de comportamento. Aqui, esse tempo acabou!”, escreveu Lima.

Bancada

Já a Bancada Feminina da Câmara também se posicionou diante dos fatos, nesta segunda-feira (13). De acordo com a Secretaria da Mulher, “o caso (…) demonstra que, infelizmente, mulheres de todas as classes e condições sociais estão sujeitas à violência de gênero, seja doméstica, física, psicológica ou política”. Além disso, na nota, as deputadas manifestam apoio à ministra.

Bancada Feminina da Câmara se manifesta contra Eduardo Braga; ‘machismo ainda persiste em relação às mulheres’

Ainda de acordo com a secretaria, o episódio também demonstra que o machismo ainda persiste em relação às mulheres que assumem posições relevantes na política brasileira, e afirma que houve flagrante quebra de decoro, e que “de forma vil, usou palavras inapropriadas para com uma autoridade do mais alto escalão do Poder Executivo”.

4 respostas

  1. Os dias desse safado ladrão de Manaus tá contado ,esse nojento esse é um dos piores ladrão da ponte do rio negro

  2. Esse homem não representa o Amazonas. Ele sempre atuou em causa própria e muitíssimas vzs fora da lei. Um pulha!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Nós usamos cookies para garantir que você tenha a melhor experiência em nosso site.