Girão pede mobilização popular para que seja eleito presidente da CPI da Covid

Para Eduardo Girão, esse apoio é importante para "furar" o que ele chamou de "acordão" existente na definição do comando da CPI da Covid

Manaus | AM | Agência Senado

Depois de oficializar sua candidatura à presidência da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid, o senador Eduardo Girão (Podemos-CE) pediu, em pronunciamento nesta sexta-feira (23), que a sociedade se mobilize em torno da sua pretensão de concorrer ao cargo.

Para o senador, esse apoio é importante para “furar” o que ele chamou de “acordão” existente na definição do comando da CPI da Covid, que será instalada na próxima terça-feira (27).

Girão lembrou que cabe ao presidente da Comissão a escolha de quem será o relator. Caso seja eleito, ele disse que vai indicar para o cargo um senador que não tenha qualquer conflito de interesse no exercício da missão, que atue com independência e que conduza os trabalhos de acordo com critérios técnicos.

Inicialmente, o objetivo da comissão era investigar apenas os atos do governo federal no combate à pandemia. No entanto, Eduardo Girão disse que, com apoio da sociedade, conseguiu viabilizar um requerimento seu, estendendo o foco das apurações para eventuais irregularidades no uso de dinheiro repassado pela União aos estados e aos municípios.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Ministério da Economia publica regra que permite elevar salários de Bolsonaro e Mourão

Wilson Lima entrega 3 toneladas de alimentos na Zona Sul de Manaus

Aproximação de Dermilson Chagas e Eduardo Braga fica explícito nas redes sociais