‘Fui eleito com 396 votos e destituído com um’, diz Ramos sobre vice-presidência da Câmara

Deputado federal amazonense perdeu o cargo de vice-presidente da Câmara Federal nesta segunda-feira (23), após o ministro Alexandre de Moraes voltar atrás da decisão que mantinha o parlamentar no posto

Manaus | AM

O deputado federal Marcelo Ramos (PSD) afirmou no Twitter que foi eleito vice-presidente da Câmara com os votos de 396 parlamentares, mas foi destituído do cargo pela decisão do presidente Arthur Lira (PP-AL) à mando do presidente Jair Bolsonaro (PL).

O amazonense perdeu a queda-de-braço com o Palácio do Planalto nesta segunda-feira (23), após o ministro do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Alexandre de Moraes, reverter uma liminar que tinha concedido a favor do deputado, no fim de abril, que impedia o ex-partido de Ramos, o PL, de atuar para retirá-lo da vice-presidência da Câmara.

“Fui eleito pelo voto de 396 deputados e deputadas e destituído por um e atendendo a uma ordem do presidente da República. O presidente da República deu uma ordem ao presidente da Câmara por uma live”, escreveu nas redes sociais.

Ramos afirmou, ainda, que apesar de discordar da decisão de Moraes, respeitará a ordem do magistrado.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Wilson Lima vistoria obras que darão mais fluidez ao trânsito de Manaus

Municípios do AM acumularam R$ 1,7 bi de Fundeb até junho e prefeitos dizem não ter dinheiro, rebate Serafim

Votação da PEC dos Benefícios em comissão na Câmara é adiada

Nós usamos cookies para garantir que você tenha a melhor experiência em nosso site.