Emenda aprovada à MP 1010 de Marcelo Ramos evita aumento de energia no Amazonas

Medida Provisória, que conta com emenda de Marcelo Ramos, derruba reajuste de 8,5% previsto nas contas de luz do Amazonas

Manaus | AM | Com informações da assessoria de imprensa

A Medida Provisória (MP) n. 1010/2020 apreciada e aprovada, nesta terça-feira (16), na Câmara dos Deputados, que isenta os consumidores dos municípios do Amapá do pagamento da fatura de energia elétrica no período da crise energética no estado, também beneficiará os amazonenses.

É que emenda do vice-presidente da Casa, deputado federal Marcelo Ramos (PL) à MP, acatada pelo relator da matéria, deputado Acácio Favacho (Pros), evita um aumento de 8,5% nas contas de energia no Amazonas, previsto para este ano. A aprovação se deu quando Ramos presidia a sessão na Câmara.

“Agradeço o compromisso do relator, deputado Acácio Favacho, em oferecer uma solução estruturante não só para o seu estado do Amapá, como de atender as demandas do Pará e do nosso Amazonas”, disse.

Segundo Ramos, as medidas inseridas no texto do relatório, acatadas pelo relator, no entender dele, evitam algo muito grave do ponto de vista social neste momento, que seria o reajuste da energia, fator que desencadearia aumentos sucessivos de muitos custos.

“No momento em que os efeitos sociais e econômicos da pandemia ainda se fazem sentir, apresentamos uma medida que dilui este custo da energia entre os usuários do Brasil, com um aumento irrisório de 0,16, e preserva os amazonenses”, observou Marcelo Ramos, ao encaminhar o voto sim do seu partido, o PL, à MP.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Tony Medeiros assume presidência da Comissão de Turismo na ALEAM

MP-AM quer retorno seguro às aulas no município de Manaquiri

Governo do AM divulga lista de membros do Conselho Curador da UEA