Em reunião com os deputados, prefeitos apresentam proposta de repasse de 20% do FTI ao interior

A proposta encaminhada ao governador, segundo o presidente da Associação Amazonense dos Municípios (AAM), prefeito de Manaquiri, Jair Souto (MDB), é para o repasse ser mensal

Manaus | AM | Com informações da assessoria de imprensa

Os prefeitos do interior do Amazonas, em reunião com os deputados estaduais, acordaram em levar ao Governo do Amazonas, a proposta de 20% da arrecadação do Fundo De Fomento ao Turismo, Infraestrutura, Serviços e Interiorização do Desenvolvimento do Amazonas (FTI) às prefeituras do interior, o que equivale aproximadamente R$ 200 milhões (20%) ou no mínimo 15%, o que chega a aproximadamente R$ 150 milhões.

O projeto enviado anteriormente pelo Governo do Estado à Assembleia Legislativa do Amazonas (ALEAM), foi de 10% desse recurso ao interior. No entanto, voltou para o Executivo e os deputados da base levarão a sugestão aprovada na reunião com os prefeitos.

Para o presidente da ALEAM, deputado Roberto Cidade, é importante que se chegue a um consenso o quanto antes, para que os recursos sejam disponibilizados e os prefeitos possam utilizá-los para salvar vidas.

“Precisamos urgentemente garantir que os valores do FTI cheguem aos municípios do interior do Amazonas. Sabemos das dificuldades das prefeituras, principalmente no que se refere à saúde pública e o combate à Covid -19 deve ser prioridade”, ressaltou.

A proposta encaminhada ao governador, segundo o presidente da Associação Amazonense dos Municípios (AAM), prefeito de Manaquiri, Jair Souto (MDB), é para o repasse ser mensal, uma vez que os gestores precisam utilizar o valor, em ações de combate ao coronavírus em seus municípios.

“A pandemia é de fato um desafio muito grande. Nós precisamos nos adaptar à capacidade de evolução do próprio vírus e isso tem nos deixado muito preocupados. Dentre os maiores custos do interior, está a logística de oxigênio, ou seja, o transporte do oxigênio é bem mais caro que comprar o próprio”, disse, reforçando a necessidade da ajuda do Governo do Estado nesse momento de dificuldade.

O deputado Saullo Vianna (PTB), vice-líder do governo na Casa Legislativa, defendeu a união de esforços para o objetivo em comum, salvar vidas. “Precisamos de uma alternativa viável e que de forma célere seja aprovada na Assembleia. Nosso objetivo é salvar vidas e para isso é preciso união e respostas rápidas”, defendeu.

A ideia é que a proposta seja aceita pelo Executivo e enviada à Casa Legislativa para que possa ser aprovada até quinta-feira (4).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Dos 41 vereadores da Câmara Municipal de Manaus, 12 não utilizaram o 'Cotão', no mês de janeiro

Justiça pela Paz em Casa inicia, na segunda, com mais de 270 audiências pautadas em Manaus

MPF pede que Ministério da Saúde adote medidas urgentes para conter a transmissão do novo coronavírus