Em discurso na Câmara, Daniel Silveira pede desculpas e diz que se excedeu ao atacar o STF

Manaus-AM|

Nesta sexta-feira (19), o deputado federal Daniel Silveira (PSL), durante discurso na sessão que decidirá se mantém ele preso ou não no Rio de Janeiro, pediu desculpas pelos ataques e ofensas aos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) por conta de um vídeo publicado por ele em suas redes sociais. O parlamentar disse que se excedeu e se arrependeu.

Silveira foi preso na última terça (16) por determinação do ministro Alexandre de Moraes, do STF. Na quarta (17), por unanimidade, o plenário do Supremo ratificou a decisão de Moraes, que nesta sexta autorizou Silveira a participar da sessão apenas por videoconferência. O pedido da defesa para que o deputado participasse presencialmente foi negado.

“Assisti meu vídeo várias vezes. Eu não consegui compreender o momento da raiva que ali me encontrava e peço desculpas a todo Brasil porque vi, de várias pessoas, juristas renomados, senhoras senhores, adolescentes, qualquer tipo de classe, que perceberam que me excedi, de fato, na fala. Um momento passional”, afirmou o deputado da prisão onde se encontra, no Rio de Janeiro.

Embora tenha se desculpado, o deputado argumentou que não poderia ter sido preso devido à imunidade parlamentar e ao direito à liberdade de pensamento. Além de atacar ministros do Supremo com palavrões, ofensas e acusações, Silveira também defendeu no vídeo o AI-5, ato institucional mais repressivo do período da ditadura militar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comissão do Consumidor da Aleam constata variação de 44,3% no valor da cesta básica em Manaus

Ex-líder do governo Dilma, Eduardo Braga tenta ‘surfar’ na onda bolsonarista de recuperação e ampliação da BR-319

Vereador Amom Mandel lança plataforma de educação política gratuita para a população