Deputado quer estudo de viabilidade para criação de novos municípios no AM

Manaus-AM- A criação de novos municípios no Estado do Amazonas foi o tema principal do discurso do deputado Tony Medeiros (PSD), na Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam). Tony defendeu que o Amazonas se antecipe e providencie um estudo de viabilidade das comunidades que tem potencial para se tornar municípios.

“Penso de ser de grande importância esse assunto, por isso estou retornando a falar da criação de novos municípios. Sabemos que existe um Projeto de Lei tramitando na Câmara Federal que estabelece critérios, mas acredito que no Amazonas alguns distritos e comunidades satisfaçam esses obrigações”, justificou o deputado referindo-se ao Projeto de Lei Complementar nº 137/2015.

Entre os critérios, está a obrigatoriedade da localidade possuir seis mil habitantes e dizer por meio de um plebiscito se está de acordo com a emancipação.  Além disso, é preciso realizar um  Estudo de Viabilidade Econômica.

“Poderemos começar,  como primeira etapa que a Aleam autorize esse estudo. No Estado do Pará a Assembleia já autorizou, assim como no Mato Grosso”, complementou Tony.

Mesmo sem o Estudo de Viabilidade, segundo Tony Medeiros, os distritos de Novo Remanso em Itacoatiara e Santo Antonio de Matupi, distrito de Manicoré, estão aptos tanto quanto ao número de habitantes  quanto economicamente a se transformarem  em novos municípios amazonenses.

“Outros 14  distritos, segundo a Federação das Associações de Desenvolvimento Distrital Emancipalista do Amazonas  (FADDEAM),  também possuem essas condições, mas esses dois se destacam”, salientou o parlamentar.

*Com informações da assessoria de comunicação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

'O gol mais bonito da história de Manaus', diz juíza federal sobre campanha de vacinação que usa Arena da Amazônia

Wilson Lima anuncia marca de 100 mil vacinados em menos de 28 horas da campanha

Após ideia de David Almeida, parlamentares defendem Guardas Municipais armadas no Amazonas