Deputado Jalser Renier usa tribuna da ALE-RR para atacar colegas por suposta prática de ‘gafanhotagem’

De acordo com o deputado Jalser Renier, 80% de deputados da ALE-RRE receberem dinheiro dos salários dos servidores dos gabinetes, pratica traduzida por ele como "gafanhotagem"

Manaus | AM

O deputado estadual Jalser Renier (Solidariedade), preso em outubro deste ano acusado de ser o mandante do sequestro e tortura do jornalista Romano dos Anjos, utilizou a tribuna da Assembleia Legislativa de Roraima (ALE-RR), nesta terça-feira (30), para indagar a Comissão de Constituição, Justiça e Redação Final (CCJ) da Casa, sobre o andamento de seu processo de cassação. Ele também aproveitou a oportunidade para acusar os deputados de Roraima de receberem dinheiro dos salários dos servidores dos gabinetes, pratica traduzida por ele como “gafanhotagem”.

Ex-presidente da ALE-RR é preso suspeito de ser mandante do sequestro do jornalista Romano dos Anjos; veja vídeo

De acordo com Jalser, “80%  dos deputados recebem dinheiro do cidadão”, e ele estaria sendo prejudicado, uma vez que, segundo o parlamentar, a CCJ teria se negado a convocar testemunhas apresentadas por sua defesa. A primeira audiência do processo de cassação, estava prevista para ocorrer nesta terça-feira, mas o desembargador Mozarildo Cavalcanti acatou a um pedido de Jalser e mandou suspender a audiência. A Subcomissão de Ética, que analisa o processo, foi definida no último dia 11.

“Como se trata de algo realmente sério, não tenho para quem recorrer. Vou recorrer para quem? Vou recorrer à raposa que está dentro do galinheiro que é meu relator (deputado Jorge Everton)? Vou recorrer à deputada Catarina (Guerra) que tem um áudio dizendo que quer me cassar?”, indagou ele, afirmando que a CCJ estava realizando um trabalho político e não técnico. 

A CCJ alegou que o processo é conduzido pela Subcomissão de Ética da ALE-RR, e que é de interesse da defesa do acusado notificar, conduzir ou apresentar as defesas necessárias. O regimento da Casa Legislativa limita apenas cinco testemunhas, já a CCJ permitiu que a defesa de Jalser apresentasse 32 testemunhas.

STJ nega novo pedido de soltura de três dos envolvidos no caso do Romano dos Anjos

Ataques

Após retomar a palavra, Jalser disparou: “O partido do senhor Nicoletti, que é um inconsequente, imbecil, homem que não tem o menor pudor e tampouco caráter, moveu uma ação contra minha pessoa. Essa ação movida pelo desprezível e incompatível Nicoletti, que não teve nenhuma consistência sob o aspecto original ou regimental, entrou aqui na Comissão de Ética para tirar meu mandato. E o processo tá aí, circulando para tirarem meu mandato”, declarou.

O deputado federal Nicoletti (PSL) foi quem entrou com pedido de cassação contra o Jalser Renier na ALE-RR. “Quantas orações eu recebi aqui nessa Casa. E nunca na minha vida faria o que vocês estão fazendo. Jamais na minha vida eu daria para vocês a faca para bater no peito de vocês. Isso aí eu não faria”, seguiu.

O parlamentar revelou que chegou a ligar para alguns colegas de parlamento que achava que eram seus parceiros para pedir ajuda, mas os deputados alegaram que se caso tentassem impedir a cassação, os mesmos iriam perder privilégios e acordos dentro da ALE-RR. “Acordo esses que eu conheço muito bem”, disse.

STJ diz que Jalser Renier não poderá manter contato com envolvidos no caso do sequestro de jornalista

“Tive informações que, nesta Casa, 80% de deputados recebem dinheiro do cidadão e colocam no bolso. Estou criando um site agora no meu Instagram, e você que tiver me assistindo, servidor desta Casa, que recebe seu dinheiro e divide com deputados, isso é crime, isso é cadeia, isso é ‘gafanhotagem'”.

Ele ressaltou que está sendo vítima de algo que não fez, pois não é “homem de mandar fazer nada contra ninguém”. “Eu mesmo faço! Isso sim é carta marcada, porque querem me tirar daqui até o final do ano. Tenho procurado os deputados e eles viram as costas, não me atendem”, finalizou. 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Governo de Roraima vai gastar quase R$ 7,5 milhões com reforma de duas escolas estaduais

Wilson Lima e David Almeida inauguram Centro de Testagem da Covid-19, com capacidade para atender 10 mil pessoas ao dia

'As pessoas torcem para todo mundo se lascar', diz Omar Aziz ao ser questionado sobre polêmica envolvendo suplente de Nejmi

Nós usamos cookies para garantir que você tenha a melhor experiência em nosso site.