Coronel Menezes defende boicote a parlamentares contrários a voto impresso 

De acordo como coronel Menezes, a resposta para os parlamentares contrários à proposta referendada por Bolsonaro, pode ser dada nas urnas no próximo pleito

Manaus | AM

Um dos principais apoiadores do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), no Amazonas, o veterano do Exército Brasileiro, coronel Alfredo Menezes, pré-candidato ao Senado, encabeça uma campanha defendendo boicote a parlamentares que forem contrários à Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 135/19, que recomenda a adoção do voto impresso, nas eleições brasileiras.

De acordo com ele, a resposta para os parlamentares contrários à proposta referendada por Bolsonaro, pode ser dada nas urnas no próximo pleito. “Os parlamentares que forem contra a lisura e transparência do pleito, não merecem nossa confiança e nem nosso voto”, declara Menezes.

O militar bolsonarista sustenta, ainda, que a medida visa dar mais transparência ao voto na urna eletrônica e evitar possíveis fraudes. “Aproveito a oportunidade para esclarecer que não queremos acabar com o voto eletrônico, mas fazer uma complementação, ou seja, no dia do voto a pessoa receber um recibo confirmando a votação e caso ocorra algum erro, a pessoa ou a imprensa já possa saber o que aconteceu”, diz.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Audiência na Câmara discute estratégias para alavancar comércio, turismo e eventos

Marcelo Ramos alerta para tentativa de golpe com seu nome

Sancionada lei para combater violência política contra a mulher