Coari é o município que mais possui gestores com contas reprovadas pelo TCE-AM

A lista dos gestores públicos que tiveram suas contas reprovadas pelo colegiado de contas nos últimos 8 anos, foi entregue ao TRE-AM, nesta sexta-feira (14)

Manaus | AM

Na manhã desta sexta-feira (14), durante coletiva de imprensa virtual, o conselheiro conselheiro Mario de Mello, presidente do Tribunal de Contas do Amazonas (TCE-AM), entregou ao presidente do Tribunal Regional Eleitoral (TRE-AM), desembargador Aristóteles Lima Thury, a lista dos gestores públicos que tiveram suas contas reprovadas pelo colegiado de contas nos últimos 8 anos. O município de Coari é o que mais possui gestores com contas reprovadas totalizando 19 gestores.

Coari é seguido pelos município de Barcelos e Manacapuru (17), Uarini (15), Iranduba (13) e Fonte Boa (11). Participaram, ainda, da coletiva, o procurador Regional Eleitoral, Rafael da Silva Rocha e o procurador Mauro Veras, representando o Ministério Público do Amazonas (MP-AM).

Já os nomes dos pré-candidatos à Prefeitura de Manaus, David Almeida, Amazonino Mendes, Chico Preto, Carol Braz, Alfredo Menezes, José Ricardo e Capitão Alberto Neto não aparecem na lista dos que possuem contas reprovadas junto a Corte de Contas.

O atual prefeito de Parintins, Frank Luiz Bi Garcia, possui dois processos: o primeiro, de n. 5099, é de 2010, referente ao mesmo ano e foi julgado no dia 18 de novembro de 2019; o segundo, de n.5149, é de 2013 e referente a 2008, foi julgado no dia 11 de dezembro de 2019.

O ex-deputado estadual e ex-prefeito de Manacapuru, Angelus Figueira, aparece três vezes na lista com processos envolvendo sua gestão frente ao Fundo de Previdência Social do municipio e frente a prefeitura da cidade.

Para ver detalhes, basta cliar nos links abaixo:

Raio-x da lista de gestores com contas reprovadas no TCE-AM

Lista complete dos gestores com contas públicas reprovadas no TCE-AM

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Antes de assinar ordem de serviço da BR-319, ministro passará por Rondônia e Humaitá

Ao lado de Alberto Neto, Bolsonaro diz que a Amazônia 'poder ser a independência econômica do País'

Ministro da Infraestrutura virá a Manaus assinar a ordem de serviço da BR-319