Após criticar queda nos índices de criminalidade, Dermilson Chagas é repreendido na ALEAM

O deputado foi questionado sobre os dados da consultoria internacional contratada por Amazonino Mendes - do qual fazia parte da base aliada -, e que custou quase R$ 5 milhões aos cofres públicos

Manaus | AM

O deputado Dermilson Chagas (Podemos) usou parte do seu tempo, na Sessão Plenária, desta quinta-feira (6), na Assembleia Legislativa do Amazonas (ALEAM), para criticar a queda nos índices de criminalidade do Estado, em 2020. Porém, o parlamentar acabou sendo repreendido pela deputada Joana Darc (PL), que lembrou Chagas que os problemas na área são herança de gestões anteriores e cobrou os resultados de uma consultoria americana, contratada sem licitação por Amazonino Mendes – de quem ele era líder do governo -, os quais não foram divulgados à época. O contrato custou R$ 4,7 milhões os cofres públicos.

O valor da consultoria Giuliani Security & Safety, do ex-prefeito de Nova York, Rudolph Giuliani, que não surtiu resultados práticos na Segurança Pública, é maior do que os R$ 4,1 milhões aplicados na aquisição das três lanchas blindadas, que darão suporte ao trabalho realizado na Base Fluvial Arpão, inaugurada esta semana pelo governador Wilson Lima (PSC), para o combate ao narcotráfico na região do Médio Solimões.

Ao criticar a segurança pública, Chagas desconsiderou, por exemplo, a convocação de 323 policiais militares, esta semana, pelo governo, para reforçar o policiamento ostensivo no Estado. Os profissionais foram aprovados no concurso de 2011, e as convocações foram ignorada por pelo menos quatro governos (Omar Aziz, José Melo, David Almeida e Amazonino Mendes), até ocorrerem na atual administração.

Mas, ainda assim, Chagas alfinetou a gestão da segurança pública no Amazonas, assim como seu colega de parlamento, deputado Péricles Rodrigues (PSL), delegado de Polícia Civil, também com ligações a Amazonino Mendes, desde seu último mandato.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Parintins não terá comícios, informa MP Eleitoral

Defensoria questiona TRE-AM sobre fiscalização de medidas de prevenção à Covid-19 em atos de campanha

David propõe a inclusão de robótica nas escolas e ampliação das aulas práticas