Amom Mandel afirma que obra do ‘puxadinho’ da Câmara Municipal de Manaus foi barrada na Justiça

O vereador Amom Mandel, que impetrou ação popular na Justiça Estadual juntamente com o vereador Rodrigo Guedes, confirmou nesta sexta-feira (17) que a obra foi barrada

Manaus | AM

Na tarde desta sexta-feira (17), o vereador Amom Mandel (sem partido), afirmou por meio de suas redes sociais que a obra do anexo da Câmara Municipal de Manaus (CMM), autorizada pelo presidente da Casa Legislativa, vereador David Reis (Avante), foi barrada na Justiça Estadual.

Vereadores afirmam que dinheiro do ‘puxadinho’ da CMM poderia servir para construção de casas e auxílio emergencial

Amom, ao lado do vereador Rodrigo Guedes (PSC), impetrou ação popular, nesta quinta-feira (16), com o objetivo de barrar a obra orçada em quase R$ 32 milhões. “Conseguimos. Acabamos de barrar a construção do puxadinho da Câmara na justiça, ao menos por enquanto. E vamos continuar lutando incessantemente”, escreveu ele.

O jovem vereador adiantou que está preparado novas ações judiciais, caso a presidência da CMM resolva recorrer da atual decisão. “Vamos barrar sempre, vou fazer de tudo para não deixar o dinheiro público ser gasto indevidamente. O vereador Rodrigo (Guedes) tá junto comigo nessa atuação, nessa guerra e nós vamos fazer tudo”, falou em vídeo.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

IBGE vai gastar quase R$ 160 mil com serviço de comunicação por satélite no Amazonas

Rodrigo Guedes denuncia más condições da feira do Santo Antônio

Ex-governador Pezão retira tornozeleira eletrônica