Carol Braz deixa política e volta pra Defensoria Pública para se dedicar à defesa das mulheres

Manaus-AM |

A defensora pública Caroline Braz – conhecida no meio político como Carol Braz -, que em 2020 tentou candidatura a prefeita de Manaus mas sem sucesso, anunciou em suas redes sociais de ela irá retornar ao seu cargo de origem na Defensoria Pública do Amazonas, no qual tomou posse há 16 anos. Conforme seu anúncio, provisoriamente, ela teria desistido de disputar cargo político.

O governador do Amazonas, Wilson Lima (PSC), colocou Braz à frente da Secretária de Justiça, Direitos humanos e Cidadania (Sejusc) em 2019. No final do ano, surgiram especulações de que a defensora iria disputar a corrida ao cargo do executivo municipal e se concretizou em 2020 quando anunciou sua pré-candidatura.

Carol conseguiu filiar-se ao PSC, promoveu reuniões em bairros para conversar com moradores, montou uma equipe para auxiliar a pré-candidata e passou a ser tratada como uma das principais lideranças da legenda. Mas no meio do caminho os planos de Braz foram arquivados por não conseguir números altos nas pesquisas. Além disso, a novata estava competindo com nomes grandes da política amazonense.

“Essa experiência no Executivo foi importante para compreender melhor a implementação das políticas públicas, e hoje me ajuda a exercer com mais profundidade a defesa das mulheres nos mais diversos níveis de vulnerabilidade”, diz ela.

O retorno de Carol Braz para a Defensoria Pública está marcado para está terça-feira (9), órgão que ela volta para se dedicar à defesa das mulheres amazonenses.

Carol Braz
Carol Braz retorna ao cargo público onde tomou posse há 16 anos. Foto: Reprodução

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Tony Medeiros assume presidência da Comissão de Turismo na ALEAM

MP-AM quer retorno seguro às aulas no município de Manaquiri

Governo do AM divulga lista de membros do Conselho Curador da UEA