Três novos juízes substitutos de carreira tomam posse no TJAM

A solenidade de posse de Eunilton Alves Peixoto, Nilo da Rocha Marinho Neto e Michael Matos de Araújo, enquanto juízes do TJAM, ocorreu nesta segunda-feira (28), de forma virtual

Manaus | AM

Os magistrados Eunilton Alves Peixoto, Nilo da Rocha Marinho Neto e Michael Matos de Araújo tomaram posse, nesta segunda-feira (28), como juízes substitutos de carreira do Tribunal de Justiça do Amazonas (TJ-AM).

Eunilton, Nilo e Michael assinaram o termo de posse durante a Sessão Solene da Corte, que ocorreu de forma virtual. Os três servidores foram aprovados em concurso público regido pelo Edital n. 27/2017-TJAM, cujos respectivos Atos de nomeação (n. 371, 372 e 373) foram publicados no Diário da Justiça Eletrônico (DJe) do último dia 10 de junho.

A posse foi realizada pela desembargadora Carla Reis, presidente em exercício do TJAM, que destacou Eunilton, Nilo e Michael tomam posse em um momento único e especial. “Certamente essa posse nos marcará pelo resto de nossas vidas. A partir de agora, integrarão o Poder Judiciário do Amazonas, um Estado com características próprias e continentais. Senhores, sim e não são fórmulas extremas no julgamento dos juízes. Desejo que os colegas empossados sejam muito felizes e atendam o anseio da sociedade”, disse.

O juiz empossado do TJAM, Eunilton Peixoto, também afirmou que os três estão vivendo um momento de alegria com a posse na Justiça do Amazonas. “Teremos experiência de vida profissional e pessoal. Conviveremos com o modo de vida amazonense, dos povos indígenas e dos ribeirinhos”, discursou Peixoto, que se emocionou durante o discurso de posse.

De acordo com o juiz Luís Márcio Nascimento Albuquerque, presidente da Associação dos Magistrados do Amazonas (Amazon), foi uma honra saudar os novo colegas que foram empossados na Justiça do Estado.

“Nosso tribunal é reconhecido nacionalmente. Nosso acervo processual funciona em ambiente virtual com eficiência e celeridade. A função que os colegas assumem é da mais alta responsabilidade. A conjuntura atual está impregnada em um grau maior do nosso tempo”, afirmou o presidente da Amazon.

O desembargador José Ribamar de Oliveira, presidente do Tribunal de Justiça do Piauí (TJPI), ressaltou que os três vão servir o judiciário e a nação. “Precisamos desenvolver a empatia e resolver os problemas das pessoas. O juiz está sujeito a diversos sentimentos e emoções, que influenciam as suas decisões, sua forma de pensar e de agir. Desejo aos magistrados a compreensão que o direito exige, ou seja, estudo e empatia”, frisou.

Autoridades

Estiveram presentes na solenidade, o presidente da Assembleia Legislativo do Amazonas (ALEAM), deputado Roberto Cidade; o ministro do Tribunal de Contas da União (TCU), Raimundo Carreiro; o procurador-geral do Município, Marco Aurélio Choy, representando a Prefeitura de Manaus; o presidente da Associação dos Notários e Registradores do Estado do Amazonas (Anoreg), Marcelo Lima Filho, dentre outros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

MPF no Amazonas prorroga regime integral de teletrabalho até 31 de agosto

Rosa Weber mantém Hugo Levy afastado do cargo de juiz do TJAM

Carlinhos Bessa agradece Wilson Lima por CETI de Tefé