TJAM planeja interligar mais seis comarcas por fibra ótica até abril de 2021

Tecnologia permitirá melhor acesso a sistemas e realização de videoconferências feitas pelo Tribunal de Justiça do Amazonas

Manaus | AM | Com informações da assessoria de imprensa

O Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM), por meio de sua Divisão de Tecnologia da Informação e da Comunicação, programou para o primeiro quadrimestre de 2021 a interligação de mais seis comarcas por fibra ótica ao sistema já utilizado na região metropolitana de Manaus.

Com isto, as equipes do Judiciário Estadual dos municípios de Careiro (Castanho), Careiro da Várzea, Presidente Figueiredo, Iranduba, Manaquiri e Parintins deverão usufruir do que há de mais rápido em termos de tecnologia, e que deve melhorar o acesso aos sistemas e a realização de videoconferências.

Atualmente estas comarcas usam internet por satélite fornecida pela empresa Hughes, no valor de R$ 2.846,26 mensais para cada comarca, com link de 1 Mb. Com o sistema por fibra, pela empresa Oi, o valor estimado é de R$ 3.147,29, para link de 10Mb.

A diferença de valores é pequena comparada às características do serviço, principalmente na velocidade de tráfego de dados e qualidade em geral de transmissão. “Vamos trocar, pela diferença de cerca de R$ 300 um link satelital de 1Mb por um link de fibra ótica, com qualidade superior, dez vezes maior”, explica o diretor da Divisão, Ricardo Câmara.

Ele acrescenta que de início algumas comarcas utilizariam 4 Mb, porém, com o aumento do uso, consideraram como melhor opção inseri-las no fornecimento de 10Mb. “Melhoramos o link nas comarcas do interior para que possam utilizar, dentre outros recursos, a ferramenta de videoconferência adquirida no pacote Google Workspace. Atendemos as duas frentes de forma planejada e sincronizada”.

Outras três comarcas que eram atendidas por satélite (Humaitá, Manacapuru e Novo Airão) já tiveram o link desligado, após passarem a receber sinal por fibra ótica, segundo a Divisão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Helder Barbalho também fecha acesso com o AM pela Transamazônica

Bolsonaro assina decreto que regulamenta programa Casa Verde e Amarela

No TRF 1, Amom recorre de apelação do Inep e consegue manter adiamento do Enem no Amazonas