STF nega pedido de Roberto Carlos para impedir Tiririca de imitá-lo em propagandas

O ministro entendeu que a defesa do cantor não poderia pedir a proibição da paródia por meio de uma reclamação 

PAÍS

O ministro Ricardo Lewandowski, do Supremo Tribunal Federal (STF), negou um pedido do cantor Roberto Carlos para impedir o humorista e deputado federal Tiririca (PL-SP; foto) de parodiá-lo. O palhaço busca o quarto mandato seguido como deputado federal.

Na liminar – que corre em segredo de Justiça – Lewandowski manteve uma decisão dada no início do mês pelo Tribunal de Justiça de São Paulo, garantindo que Tiririca fizesse uma paródia da música “O Portão”, de 1974.

O ministro entendeu que a defesa do cantor não poderia pedir a proibição da paródia por meio de uma reclamação – dada a questões que não demandam uma análise mais aprofundada do Direito.

Os cantores travam uma batalha de ao menos oito anos, desde que Tiririca parodiou pela primeira vez o Rei da Jovem Guarda. Tiririca já teve uma vitória relevante quando o Superior Tribunal de Justiça (STJ) livrou-o de pagar royalties sobre o uso eleitoral da música.

Foto: Reprodução

Com informações do Antagonista*

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Nós usamos cookies para garantir que você tenha a melhor experiência em nosso site.