MP recomenda que prefeito de Tapauá exonere parentes em um prazo de 24 horas

Manaus-AM-  O Ministério Público do Estado do Amazonas (MP-AM) fixou o prazo de 24 horas para o prefeito de Tapauá, Gamaliel Andrade de Almeida (PSC) exonerar parentes que estão trabalhando na prefeitura do município.

De acordo com o Diário Oficial Eletrônico do MP-AM, um procedimento foi instaurado no mês passado para apurar a prática de nepotismo na nomeação de irmãos e tio para o secretariado, representante de Tapauá e auxiliar de serviços gerais.

O promotor de Justiça, Bruno Batista recomendou que Gamaliel se abstenha de admitir, contratar ou credenciar servidores para cargo em comissão, temporário ou contratação esporádica por pessoas que sejam cônjuge, companheiro e parentesco (consanguinidade,afinidade ou civil), até terceiro grau para o Executivo Municipal.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Projeto torna inelegível por 8 anos quem 'furar a fila' de vacinação

Últimos defensores públicos aprovados em concurso de 2018 tomam posse

Prefeito de Manaus anuncia antecipação do 13º salário dos servidores