Marcelo Ramos perde cargo de vice-presidente na Câmara

A decisão parte do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Alexandre de Moraes. O deputado afirmou que irá se manifestar da tribunal da Câmara nesta terça-feira, (24)

Manaus | AM

O deputado federal Marcelo Ramos (PSD) perdeu a queda-de-braço com o presidente Jair Bolsonaro (PL) e seus aliados e está destituído do cargo de vice-presidente da Câmara Federal. A decisão vem após uma ampla negociação de bastidores nos últimos dias que levou o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) e do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) Alexandre de Mores, reconsiderar a decisão que havia dado em abril a favor de Ramos.

Ramos foi eleito para o cargo em fevereiro do ano passado quando ainda estava no Partido Liberal. Após a entrada do presidente na sigla, o parlamentar se mudou para o PSD e o PL agora requisitou o cargo.

No Twitter, Ramos afirmou que não se prende a cargos e que a vice-presidência da Câmara não vale sua omissão ante os ataques do Governo Federal à Zona Franca de Manaus (ZFM). E associou sua destituição ao presidente Bolsonaro.

Para Marcelo, a decisão de Moraes é totalmente política, sem embasamento regimental e nem jurídico. Em vídeo divulgado por sua assessoria, o deputado diz que foi destituído do seu cargo por defender os empregos da Zona Franca de Manaus e os ideais da população amazonense.

Veja vídeo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Wilson Lima vistoria obras que darão mais fluidez ao trânsito de Manaus

Municípios do AM acumularam R$ 1,7 bi de Fundeb até junho e prefeitos dizem não ter dinheiro, rebate Serafim

Votação da PEC dos Benefícios em comissão na Câmara é adiada

Nós usamos cookies para garantir que você tenha a melhor experiência em nosso site.