Juiz do TJAM será um dos expositores em reunião da Agenda 2030, da ONU

A reunião ocorrerá por meio da plataforma CiscoWebex, com transmissão ao vivo pelo YouTube, nesta sexta-feira (21)

Manaus | AM

O juiz auxiliar da presidência do Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM) Jorsenildo Dourado do Nascimento, será um dos expositores, nesta sexta-feira (21), de uma reunião promovida pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ), para receber propostas de metas aplicáveis ao Poder Judiciário relacionadas à Agenda 2030, criada pela Organização das Nações Unidas (ONU) com o objetivo de unir forças em prol de uma agenda mundial de desenvolvimento sustentável e que deve ser cumprida até o ano de 2030.

A reunião ocorrerá por meio da plataforma CiscoWebex, com transmissão ao vivo pelo YouTube. De acordo com o portal do CNJ, o Judiciário brasileiro foi o primeiro no mundo a adotar ações com base nos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) previstos na Agenda 2030, que possui 17 objetivos.

“Honra-me muito o convite formulado pelo CNJ, por meio da conselheira Maria Tereza Uille. Participar da reunião da Agenda 2030, da ONU, é motivo de muito orgulho, já que teremos a possibilidade de apresentar sugestões de quem presta a jurisdição na Amazônia, a fim de que o Poder Judiciário brasileiro possa dar cumprimento aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentáveis- ODS, criando mecanismos para o aprimoramento dos indicadores do sistema de Justiça”, declarou o magistrado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

David Almeida garante que vai recriar Secretaria de Esporte e Juventude

Em meio à campanha, Romero Reis lança livro com ideias e soluções para capital

MP Eleitoral ajuíza representação contra candidatos a prefeito de Itacoatiara e Urucurituba